Tudo sobre Implante Dentário

Tudo sobre Implante Dentário

O que é implante dentário?

O implante é um pino metálico que substitui a raiz do dente, ela irá dar suporte para uma nova coroa, que seria o dente em cima da gengiva (o dente exposto na boca). São feitos de titânio, são biocompatíveis com o organismo, ou seja, não são rejeitados.

Qual é o momento ideal para colocar o implante?

Ideal seria realizar o implante dentário logo após a perda da raíz do dente, assim os ossos dos maxilares não murchariam tanto (“reabsorção óssea”). Nesses casos o  prognóstico é bem mais previsível, mas nem sempre isso é possível.

Como é feito um implante dentário?

Antes de se realizar a cirurgia dos implantes dentários se faz necessário passar por consulta de avaliação, exames pré-operatórios como exame de sangue, radiografias, tomografias e em alguns casos pedimos que o paciente faça uma avaliação médica. Só depois da aprovação de todos os procedimentos descritos acima é que vamos fazer a instalação do implante (primeira fase), após algum tempo partiremos para confecção do dente artificial (segunda fase). Em alguns casos as duas fases são confeccionadas no mesmo dia ou até 3 dias após a instalação do implante(parte cirúrgica) , esses casos chamamos de carga imediata.

Implante dentário dói?

Seguindo a orientação correta do uso de medicamentos e repouso após a cirurgia, o paciente não terá problemas com dores agudas e insuportáveis. Normalmente é bem tranquilo.

Qual o valor de um implante dentário?

Os valores para cada implante podem variar, seria necessário uma avaliação com o cirurgião-dentista para se determinar o melhor tipo de implante e tratamento para o seu caso.

Quanto tempo dura um implante de dente?

Para essa pergunta temos que relembrar o que é o implante. O implante é composto por duas partes distintas. A primeira parte é o pino metálico que substitui as raízes dos dentes, são instalados cirurgicamente a nível ósseo, essa parte normalmente não é vista, ela fica dentro da gengiva, só se vê através de radiografias. A segunda parte é a prótese sobre implante ( Os dentes propriamente ditos.), essa sim é vista na boca. Quanto a durabilidade, cada fase pode ter um tempo diferente, a parte do pino metálico, teoricamente deveria durar para sempre por serem biocompatíves), assim como os nossos dentes mas sabemos que nem sempre é assim que funciona. Alguns fatores podem influenciar na durabilidade dessa fase, como :

  • Higiene
  • Ranger dos dentes (“Bruxismo”)
  • Tabagismo
  • Radioterapia
  • O uso de Bifosfonatos ( Medicamentos usados normalmente para pacientes portadores de osteoporose.
  • Peri-implantite (inflamação e ou infecção da gengiva e osso em volta dos dentes.
  • Deficiência de vitamina D 
  • Problemas com os ossos 
  • Além de problemas de saúde em geral, como por exemplo a diabete, entre outros.
  • Já a prótese sobre implante, que seriam os dentes de resina ou porcelana, tendem a ter necessidade de troca e manutenção. Os cuidados por parte do paciente interferem diretamente sobre sua permanência em boca, mas com certeza vai chegar uma horas que as mesmas deverão ser trocadas, pelo próprio desgaste do material, isso é normal. Esse perído normalmente pode variar de 5 a 10 anos, mas tudo isso é muito subjetivo.
  • Alguns fatores que pode levar o fracasso de uma prótese sobre implante:
  • Má higiene (incluindo a falta do fio dental)
  • Mastigar alimentos muito duros
  • Contatos pré-maturos (“Quando o dente do implante pega primeiros que os demais.”)
  • Traumas, como pancadas na boca
  • Falta de manutenção profissional, entre outros

Conclusão

Como vimos, seria impossível colocarmos uma data de validade nos implantes dentários, pois, são inúmeros fatores que podem contribuir para o sucesso ou o insucesso, cada caso é um caso. Uma coisa é certa, se o paciente estiver em contato com o dentista regularmente, é mais fácil que se observe o problema logo no início,caso o mesmo ocorra, com certeza dessa forma aumenta a chance de sanar o problema.

  • Quanto tempo de repouso depois de um implante de dente?
  • O repouso é proporcional ao tamanho da cirurgia, em casos de um único implante normalmente um a dois dias é o suficiente para recuperação. O retorno de atividades físicas pode ser de sete a quinze dias dependendo da extensão da cirurgia.
  • Como fica a gengiva depois do implante?

– Nos primeiros dias de recuperação a gengiva tende a ficar um pouco sensível por conta da cirurgia, porém seguindo corretamente as orientações e prescrição de medicamentos a ser utilizado, o paciente não terá problemas com dores e desconfortos.

Quanto tempo de repouso depois de um implante de dente?
O repouso é proporcional ao tamanho da cirurgia, em casos de um único implante normalmente um a dois dias é o suficiente para recuperação. O retorno de atividades físicas pode ser de sete a quinze dias dependendo da extensão da cirurgia.

Como fica a gengiva depois do implante?

  • Nos primeiros dias de recuperação a gengiva tende a ficar um pouco sensível por conta da cirurgia, porém seguindo corretamente as orientações e prescrição de medicamentos a ser utilizado, o paciente não terá problemas com dores e desconfortos.

Quais são as indicações para um implante dentário?

1º- Pessoas que tiveram os dentes extraídos:

  • Nos casos de extração do elemento dentário, o implante dentário é super importante, pois na ausência deste elemento, os demais dentes podem mudar de posição, podendo mudar a harmonia e função dos dentes, além de prejudicar a estética.

2º- Quem perdeu os dentes em situações variadas:

  • Para pacientes que sofreram qualquer tipo de trauma, desde acidentes ou ausências dentárias desde a infância, o implante dentário é mais do que necessário, para devolver a função mastigatória, estética e até a fonética perdida deste paciente.

3º- Pessoas que nasceram com falta de dentes:

  • A agenesia dentária é uma anomalia que pode acontecer com qualquer paciente, nestes casos também é indicado o implante dentário. Nos casos em que não há espaço para o implante pode ser necessário o tratamento ortodôntico, em que o paciente precisa usar aparelho para abrir espaço para o novo dente.

4° – Em pacientes que usam dentaduras ou pontes, os implantes também são uma excelente indicação. Nesses casos os implantes podem substituir essas próteses ou mesmo ajudar na retenção das mesmas, trazendo ao paciente mais conforto, segurança e estética.

E quanto às contraindicações para o implante dentário?

Crianças e jovens ainda em formação óssea
Não é recomendado este tipo de procedimento em jovens, pois a formação óssea ainda não tem suporte para o implante dentário. É necessário exames radiográficos e até tomografias para acompanhar esta formação.

Quem toma medicamentos da classe bifosfonatos
Pacientes que fazem uso de medicamentos desta classe, precisam passar por uma avaliação mais profunda e rigorosa. O uso de bisfosfonatos em pacientes com osteoporose, pode ocasionar em um problema chamado osteonecrose, onde o osso fica mais poroso e pode ocorrer a obstrução de vasos sanguíneos.

Pacientes em tratamento de câncer

Doenças preexistentes , mas nesse caso o dentista terá que avaliar o paciente em conjunto com o médico, pois doenças como diabetes e pressão alta não são contraindicações desde que o paciente esteja controlado.

Quais são os benefícios de investir em um implante dentário?

Melhora na mastigação
Cada dente tem sua função na mastigação, quando se perde um elemento dentário, isso pode afetar na trituração do alimento, afetando diretamente a digestão do alimento. Outro fator é o espaço livre em que o dente ficava, alimentos mais rígidos podem machucar a gengiva.

Manutenção dos dentes vizinhos
Ausência de dentes, afeta diretamente os dentes vizinhos, esses podem se movimentar em lateralidade, ou o dente antagonista pode extruir, ou seja, descer/subir para ocupar o espaço em que foi perdido o dente. Estes tipos de problemas podem piorar a situação bucal, desde exposição de raízes, até perda de outros dentes.

Facilidade para a higienização
A limpeza do implante será a mesma que é utilizada para os demais dentes, feito com escovação adequada e uso correto do fio dental, consultas semestrais são recomendadas para o protocolo de higienização do implante.

Maior conforto
O benefício de um implante em relação a outros tipos de próteses, é o conforto de mastigar tranquilamente os alimentos e o dente não se movimentar, pois o mesmo simula a raiz e um dente natural.

Aspecto mais natural
O dente do implante faz simulação de um dente natural, deixando o sorriso harmônico, uma estética que agrade o paciente e a função mastigatória adequada, devolvendo autoestima para o paciente.

Durabilidade
O material utilizado no implante é biocompatível com o organismo,seguindo todas as orientações recomendadas pelo dentista, o implante dentário pode durar anos no paciente.

Quais são os tipos de implante dentário?

Implante unitário
Este tipo de implante é para repor apenas um dente perdido e por se tratar de unitário, pode ser realizado implante na mesma consulta em que se é extraído o dente, sendo assim o paciente terá uma recuperação mais rápida e agilizará seu tratamento.

Implantes múltiplos
Nesse tipo de procedimento os implantes podem fazer a reposição de vários dentes com um número menor de pinos metálicos. Nesses casos, nem todos os dentes terão seus respectivos implantes, eles ficarão suspensos, retidos pelos implantes vizinhos. Chamamos essa modalidade de ponte fixa sobre implante, muito utilizada na implantodontia.
Um bom exemplo é a ponte fixa total em porcelana sobre implante. Sobre 6 implantes em média , uma prótese da boca toda em porcelana é instalada. Esse tipo de prótese não tem gengiva artificial, é maravilhosa e muito desejada por todos.

Carga imediata
Normalmente passamos por 2 fases para realizar um implante. Primeiro inserimos o implante e após mais ou menos 3 a 5 meses instalamos a prótese sobre implante, chamamos esse método de carga tardia e é o método mais usado até então. Mas tenho certeza que muitos já ouviram falar de um outro método, a chamada carga imediata.
E o que é a carga imediata? É um método em que a fazemos as 2 fases do implante em no máximo 3 dias, ou seja, é a instalação da prótese sobre implante após a instalação do mesmo, essa prótese pode ser provisória ou até mesmo definitiva, dependendo da situação.
Mas como isso é possível se o osso em volta do implante precisa de um tempo para cicatrizar? Na realidade o maior segredo está na estabilização do implante, esse implante em hipótese nenhuma poderá se mexer, não poderá sofrer grandes cargas e o paciente terá que ter a consciência que deverá pegar leve na sua mastigação.
Recomendamos cuidado com esses procedimentos, é uma conduta que fazemos muito aqui na clínica, porém, exige um planejamento prévio minucioso. Fazemos porque existem casos em que a carga imediata é muito favorável, além disso pode trazer grandes ganhos à estética.

Prótese Protocolo Fixo
O protocolo fixo é realizado quando o paciente tem a ausência de todos os elementos dentários, superior e inferior ou ambos. Neste caso é realizada a instalação em média de 4 a 6 pinos metálicos, podendo variar de acordo com a região a ser reabilitada. Neste protocolo, é confeccionado uma gengiva artificial que dará suporte aos novos dentes do paciente, ela ficará fixa e somente o dentista poderá remover, com a finalidade de realizar manutenções e protocolos de higienização.

Prótese overdenture

A overdenture é uma dentadura apoiada normalmente sobre 2 ou 3 implantes, que garantem estabilidade à prótese.
Trata-se de uma prótese removível, e é uma boa alternativa para pacientes com certa dificuldade para limpar seus dentes, por ser removível é mais fácil sua limpeza.
São normalmente mais em conta do que as pontes fixas sobre implantes.
O interessante dessa prótese é que, se no futuro o paciente que usa a overdenture optar em usar uma ponte fixa sobre implantes, basta realizar mais 1, 2 ou 3 implantes que ele poderá mudar o sistema de sua prótese de móvel para fixa, ou seja não precisa remover.

Deixe seu Comentário

Seu email não será publicado

Precisa de Ajuda?