Mitos e verdades sobre saúde bucal

Mitos e verdades sobre saúde bucal

A higiene bucal é a melhor forma de manter dentes e as gengivas saudáveis, e os cuidados diários preventivos (fio dental, escovação sempre após as refeições, consultas semestrais) evitam uma série de problemas, como cárie, mau hálito, canal, infecções, dores, entre outros.

Separamos então, dúvidas comuns para Bustamante esclarecer a veracidade de cada uma. Veja a seguir:

Flúor diminui a sensibilidade dos dentes

Verdade. A sensibilidade dos dentes, em geral, pode ser tratada e curada. O dentista poderá prescrever flúor em gel ou enxaguante bucal com flúor. O uso de um creme dental dessensibilizante também promete auxiliar no combate às dores nos dentes e torná-los mais resistentes.

Sempre que se trata o canal, o dente escurece

Mito. O que acontece é a perda do brilho, o que dá um aspecto mais amarelado. O escurecimento acentuado só acontece quando o dente sofre uma hemorragia (queda, traumatismo), mortificação pulpar antes do tratamento ou, então, por erro técnico.

Maçã: aliada ao mau hálito

Verdade. A maçã, a cenoura, o pepino e o gengibre, são os alimentos que possuem maior ação de limpeza, pois realizam uma espécie de raspagem dos dentes. Podemos chamá-los de “alimentos detergentes”.

Bicarbonato de sódio clareia os dentes

Mito. O uso de bicarbonato não promove o clareamento dos dentes. Ao contrário, ele pode ser muito prejudicial à saúde bucal.

O Bicarbonato de Sódio em pó é uma substância abrasiva, que funciona como um “esfoliante”. O uso contínuo resulta em desgaste do esmalte dos dentes provocando sensibilidade. Além disso, o produto pode alterar o pH da boca e provocar erosão ácida , que causa hipersensibilidade e deformação na estrutura e forma dos dentes.

A mulher perde cálcio durante a gestação

Mito. A gravidez não enfraquece os dentes, pois o cálcio não é retirado dos dentes da mãe pelo feto. A gestante está mais sujeita a ter cáries porque se alimenta com mais frequência, geralmente dando preferência a alimentos que possuem açúcar, como bolachas e doces. As alterações hormonais que ocorrem na gravidez só aumentam os sinais de inflamação já existentes na gengiva.

Enxaguantes bucais substituem a escovação

Mito. Enxaguantes bucais são de extrema importância na higiene bucal, mas não substituem a escovação. Eles funcionam como um agente auxiliar, completando a higiene bucal e não a substituindo. Dependendo da composição, alguns enxaguantes só devem ser usados com indicação do dentista.

A escovação noturna é a mais importante

Verdade. A escovação noturna é a mais importante do dia, mas obviamente não deve ser a única. Escovar os dentes de noite é uma parte de higiene bucal diária que garante a prevenção de doenças bucais. Durante o sono, a temperatura da boca aumenta, a produção de saliva diminui e as bactérias proliferam.

Chupeta prejudica o alinhamento

Verdade. O ato de chupar chupeta e dedos prejudica o correto crescimento de desenvolvimento das estruturas orais e faciais, atrapalhando a mastigação, a fala, a deglutição e a respiração da criança. Os danos do dedo podem ser potencialmente maiores, pois a pressão exercida nos dentes e arcadas é maior.

Clareamento enfraquece os dentes

Mito. São muitos os mitos que giram em torno do clareamento dental. Este procedimento é realizado com a ação de um gel (peróxido de hidrogênio ou carbamida) em diferentes concentrações que libera oxigênio, e este altera a cor do dente. Este gel não é abrasivo e nem enfraquece os dentes. Qualquer pessoa pode ter os dentes clareados, desde que estejam íntegros (sem muitas restaurações).

Fonte: https://www.abo.org.br


Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O que você procura ?