Confira nossos Artigos

  • 0

A importância da saúde bucal

Hoje em dia as pessoas estão mais atentas à saúde de um modo geral, consequentemente da saúde bucal também, que passou a ser vista não só como estética, mas como saúde integrante do organismo.

A boca entra em contato com o ambiente externo o tempo todo, sendo também a porta de entrada para microrganismos prejudiciais à saúde, como as bactérias, que podem causar diversas doenças.
Além disso, a boca também é fundamental para a fala, a respiração e a mastigação. Por isso, é essencial que a sua saúde bucal esteja em dia para que todo o corpo funcione conforme o esperado.

A não higienização bucal pode levar algumas doenças conhecidas como a cárie, gengivite e o mau hálito.

– A cárie se forma através de bactérias que, ao se alimentarem dos restos de comida e de açúcares na boca, produzem um ácido que causa a desmineralização do dente. Ainda que metade dos brasileiros já tenham tido cárie, esse problema não é normal e não pode ser considerado banal. Se não for tratada, a cárie pode causar infecção levando ao tratamento de canal e por vezes pode levar a perda do dente.

– O mau hálito – Atualmente, tem-se o conhecimento que há mais de 40 causas para a halitose, sendo a principal delas a má higienização da boca. Outra coisa importante a ser lembrada é que o mal hálito pode contribuir para que as pessoas se afastem de você, chegando a trazer sérios problemas até mesmo para o casamento.

– Gengivite – A gengivite é uma inflamação na gengiva que pode atingir mais de um dente de uma só vez. Ela normalmente aparece quando não há uma higienização adequada da boca.
O não controle da gengivite pode evoluir para a periodontite, uma forma mais grave da doença.

O importante é sempre termos a consciência que o corpo é único, ou seja, o sangue que corre no dedão do seu pé é o mesmo que corre na sua boca, assim como no seu cérebro, dessa forma entendemos que uma infecção na boca pode disseminar por todo o corpo.

Por essa razão a importância de prevenirmos todo e qualquer problema bucal afim de assegurarmos a saúde como um todo. E não se esqueçam da máxima a saúde começa pela boca.


  • 0

Os benefícios do sorriso para saúde

  1. Aumenta a longevidade

Quem sorri vive mais tempo e parece mais jovem. O sorriso natural rejuvenesce o rosto pelo menos 3 anos. E quem sorri mais, pode ter a sua expectativa de vida prolongada por até 7 anos. Sorrir, em suma, é uma garantia real para se sentir sempre jovem.

  1. Fortalece o sistema imunológico

Sorrir ajuda o corpo a relaxar. O relaxamento permite que o sistema imunológico reaja mais rapidamente e de forma mais eficaz perante ameaças. Se o nosso sistema imunológico funcionar melhor, adoecemos menos, e nosso estado de saúde ganha muito com isso.

  1. Reduz o estresse

Sorrindo muitas vezes naturalmente, aliviamos o estresse. As vezes os sintomas do estresse podem ser lido no rosto, mas um sorriso pode nos ajudar a termos um olhar menos cansado e abatido. Então, quando você estiver se sentindo estressado, tente tomar uma respiração profunda e dê um belo sorriso. Ele vai ajudar você a se sentir pelo menos um pouco melhor.

  1. Pressão Arterial

Sorrir ajuda a reduzir a pressão arterial e diminuir os batimentos cardíacos. Isto significa que o nosso coração trabalha melhor e sem fadiga também. Pessoas que sorriem, muitas vezes são menos propensas a desenvolverem doenças cardíacas e desfrutam de um melhor estado de saúde.

  1. Bom humor

Sorrir, ou ver uma pessoa sorrindo, nos coloca em um bom humor. Por quê? Por causa das endorfinas que nos ajudam a deixar de lado a tristeza e a melancolia. Quando você se sentir um pouco para baixo, tente sorrir. O efeito do sorriso, mesmo inicialmente forçado, é imediato sobre o humor.


  • 0

A importância da Mastigação

Categoria:Artigos

Hoje vamos falar sobre a mastigação!

É muito comum ouvirmos as pessoas se preocuparem com a alimentação, como por exemplo que tipo de alimentos comer, com a ingestão de pouca gordura, pouco açúcar e um cardápio extenso de frutas e vegetais… mas raramente vemos as pessoas se preocuparem com a mastigação e a digestão.

A mastigação é a primeira parte para uma boa digestão! Parte dos problemas digestivos como azia, má digestão, gastrite, sonolência após a digestão são derivados de uma mastigação insuficiente.

Por exemplo, engolir os alimentos em pedaços grandes, faz com que o estômago necessite de maior esforço para digerí-los e isso pode causar esses problemas estomacais. O fato é que no estômago existe um ácido, chamado ácido gástrico responsável pela digestão, quando engolimos pedaços maiores de alimentos, há uma produção maior desse ácido, e ele pode agredir a parede do estômago, causando a gastrite que pode evoluir pra uma úlcera.

A trituração dos alimentos pelos dentes em pedaços menores, faz com que a digestão seja mais rápida e mais saudável, nesses casos a quantidade do ácido gástrico no estomago é menor.

Uma boa mastigação também ajuda na sensação de saciedade. Ou seja, quem mastiga de uma maneira adequada, tem necessidade de comer menos. Por essa razão vários especialistas, relacionam uma boa mastigação com a perda de peso.

Uma mastigação mais eficiente, possibilita também que as pessoas saboreiem mais os alimentos, aumentando a sensação do prazer durante a alimentação.

Então, fica claro que os dentes consequentemente a mastigação tem papel fundamental na trituração dos alimentos e na correta digestão. Ter todos os dentes, não é apenas uma questão estética e sim, de saúde!

Ok pessoal, essa foi a dica de hoje, um abraço a todos e até a próxima.


  • 0

5 MITOS E VERDADES SOBRE A PRÓTESE DENTÁRIA

São vários os motivos que levam a perda dos dentes, depois desse acontecimento, uma das soluções sugeridas para manter seu sorriso é o uso de uma prótese dentária.

A prótese consiste na substituição parcial ou total dos dentes que estão faltando na cavidade oral. Além de parciais ou totais, elas também poderão ser móveis  ou fixas.

As próteses móveis são as dentaduras e as pontes móveis

A escolha do tipo de prótese vai depender do paciente e também das condições bucais. Lógico que para quem nunca usou qualquer tipo de prótese, muitas são as dúvidas que ocorrem.

1 – É POSSÍVEL COMER NORMALMENTE COM A PRÓTESE?

Parcialmente verdade. É possível comer com a prótese, porém tanto nas próteses parciais quanto nas totais deve se evitar alimentos pegajosos e muito duros. Atenção! “Alimentos pegajosos podem gerar um desequilíbrio de forças e remover a prótese do lugar”.  Além disso, comidas muito duras podem gerar fraturas na prótese.

2 – O PACIENTE COM A PRÓTESE PODE TER DIFICULDADE PARA FALAR?

Parcialmente verdade. No início, deve ocorrer uma adaptação do paciente e geralmente irá existir uma dificuldade na fala. “No entanto, essa dificuldade irá melhorar com a adaptação, caso persista a prótese deve ser ajustada”.

3 – A PRÓTESE DENTÁRIA VAI PARECER ARTIFICIAL?

Mito. Hoje em dia, a prótese pode até mesmo ser personalizada. É possível escolher a cor das gengivas e utilizar dentes com materiais mais estéticos.

4 – O PACIENTE COM PRÓTESE PRECISA VOLTAR AO DENTISTA?

Verdade. Pelo menos uma vez por ano a prótese dentária deve ser avaliada e se necessária ajustada. O ideal é que seja trocada a cada 3 a 5 anos, mas o dentista irá indicar o tempo adequado para cada caso.

5 – É PRECISO CONTINUAR se PREOCUPANDO COM A HIGIENE BUCAL?

Verdade. Só porque você está usando uma prótese, não significa que deva deixar de lado os cuidados com a limpeza da sua boca, no caso das pontes fixas deve-se usar o fio dental e escova dental. Nas próteses removíveis, os elementos remanescentes devem ser escovados normalmente, e a prótese retirada para ser escovada. Isso deve ocorrer tanto nas parciais quanto nas totais.  “Ambas devem ser muito bem escovadas.

Ok pessoal, essa foi a dica de hoje um abraço a todos e até a próxima.


  • 0

7 Doenças que podem dar os primeiros sinais na boca

Categoria:Artigos , Você Sabia

Nós temos falado constantemente sobre o quanto a odontologia evoluiu nos últimos anos e o quanto ela interfere no corpo como um todo, mesmo porque o corpo humano é único, e consequentemente tudo está interligado, com a boca não é diferente.
Examinar a língua, os lábios e a gengiva periodicamente é tão importante quanto prestar atenção em qualquer outra parte do corpo. Algumas doenças graves podem se manifestar dando sinais na região bucal. Ao primeiro indicativo de algo errado, é preciso procurar um dentista que fará uma avaliação e, se necessário, encaminhará para um especialista que cuida de doenças bucais.

1) Doenças autoimunes
O Lúpus por exemplo pode manifestar pela boca através de lesões ulcerativas. Geralmente, a doença se manifesta na mucosa bucal de forma semelhante aos sinais corporais.

2) Sífilis – A sífilis pode causar lesões granulomatosas na cavidade oral. “Forma um pequeno tumor e, no centro desse tumor, há uma ferida aberta que muitas vezes demora para cicatrizar. É o primeiro sinal da sífilis.

3) Anemia – “Quando há um despapilamento da língua, ela fica com aspecto liso, brilhante e muitas vezes com secura. Isso pode significar que a pessoa está anêmica.

4) Leucemia – Esse tipo de câncer também dá sinais na boca. “A leucemia se manifesta por lesões ulcerativas e por áreas necrosadas. Muitas vezes, há o aumento da gengiva e um sangramento espontâneo, que não existia anteriormente.

5) Candidíase também conhecida como sapinho pode formar pseudo-membranas” na boca. Essas membranas são esbranquiçadas e ficam aderidas na mucosa bucal.

6) HPV – Muitas vezes, o mesmo subtipo do HPV que causa câncer no colo do útero pode se manifestar na boca através de pequenas verrugas — ou apenas uma. Precisamos ficar alerta, pois o quadro pode evoluir.

7) Refluxo Gastroesofágico – Além da falta de escovação dos dentes, da língua e da presença de cáries, o mau hálito pode indicar que a pessoa está com refluxo gastroesofágico.

Bom, essas são algumas das doenças que podemos citar e pode acreditar, existem outras como aids por exemplo. Frente a situação o melhor a se fazer é ficar atento as manifestações bucais e visitar o dentista regularmente.
Um abraço a todos e até a próxima!


  • 0

  • 0
Estresse e ansiedade afetam saúde bucal

Estresse e Ansiedade podem afetar a sua saúde bucal

Categoria:Artigos

Estresse e Ansiedade podem afetar a sua saúde bucal 

 

Somos expostos a todo tipo de tarefas que podem nos deixar estressados como rotina de trabalho rigorosa, deveres acadêmicos, trânsito intenso e etc… quando todo esse estresse nos sobrecarrega acaba causando desequilíbrio em nosso organismo e trazendo problemas para nossa saúde inclusive para a saúde bucal, ainda mais quando se tem hábitos negativos como tabagismo e alcoolismo por exemplo – segundo Dr. David Cochran, Presidente da Academia Americana de Periodontologia e professor titular do Departamento de Periodontologia do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas em San Antonio. 

 

Estudos publicados pelo Journal of Periodontology apontam que o estresse e a ansiedade afetam a higiene bucal de 56% dos participantes da pesquisa (queixam-se da falta de tempo para fazer a limpeza com fio dental “exemplo”) além disso a alta do hormônio cortisol produzido pelo estresse pode levar o paciente a doença periodontal. 

 

Estresse e Ansiedade afetam sua saúde bucal com os seguintes problemas: 

  • ATM ou Bruxismo – Um problema muito comum caracterizado por problemas que afetam a articulação temporomandibular como pressionar os dentes ou ranger enquanto dorme. 
  • Aftas – Surgimento de feridas causadas por bactérias ou até mesmo deficiência no sistema imunológico. 
  • Boca seca – Baixa salivação, o que impede de manter a boca úmida e bem hidratada. 

 

Esses são apenas alguns dos problemas que o estresse pode trazer pra saúde da sua boca. Caso você esteja passando por algum desses problemas é importante planejar um nova rotina de alimentação, sono e prática de atividades físicas, e claro, NUNCA deixe de pedir a orientação do seu cirurgião dentista de confiança, ele saberá como te ajudar da melhor forma. 

 

Fontes: 

www.meuportoseguro.com.br

www.msn.com

www.colgate.com.br

fb.com/iomodontologia/

(11) 98445.0119

IOM Instituto Odontológico Mogiano


  • 0
iom - instituto odontológico 5 famosos que usam aparelho

Conheça 5 famosos que usaram aparelho ortodôntico

Categoria:Artigos

Conheça esses 5 famosos que usaram aparelho ortodôntico 

 

O uso de aparelhos ortodônticos faz parte do dia-a-dia de quem preza por um sorriso perfeito, você com certeza deve conhecer alguém que usa ou usou aparelho e hoje tem um sorriso muito bem alinhado. Além da estética apresentável após o tratamento o aparelho trás diversos benefícios pra sua saúde bucal, e hoje nós vamos conhecer 5 celebridades que fizeram uso e tiveram ótimos resultados. 

 

Adriane Galisteu  

 

A modelo e apresentadora usou aparelho ortodôntico por cerca de 2 anos, como sempre levou a estética como prioridade na sua carreira ela optou por um modelo transparente quase imperceptível, talvez por isso você nunca tenha notado o seu uso.  

 

Cléo Pires 

 

A atriz Brasileira Cléo Pires sofria com bruxismo e para amenizar o problema foi indicado o uso do aparelho ortodôntico por um curto período de tempo 

Grazi Massafera 

 

Ela também optou pelo uso de um aparelho transparente no tratamento dos seus dentes, hoje ela possuí um sorriso que dispensa comentários. 

 

Neymar Jr. 

 

Estamos falando de um dos maiores jogares de futebol do Brasil e do mundo na atualidade. O Jogador também usou aparelho fixo tradicional e mais tarde alterou para o aparelho ortodôntico lingual (fixa na face interna dos dentes) o que proporcionava mais segurança nas suas partidas de futebol. 

 

Cristiano Ronaldo 

 

Um dos maiores protagonistas da história do futebol, o craque Português nem sempre teve o sorriso bonito que vemos hoje, no início da sua carreira ele fez um tratamento com aparelho para corrigir espaços entre seus e dentes além de alinhá-los. 

 

Você tem o sonho de ter dentes bonitos, brancos e alinhados?  

 

Não perca tempo, agende uma consulta e venha conhecer o que a de mais moderno e estético em parelhos ortodônticos quase imperceptíveis – Invisalign  

Acompanhe nossas redes sociais 

fb.com/iomodontologia

(11) 98445.0119

 


  • 0
Auto Exame Cancêr Bucal

AUTO EXAME X CÂNCER BUCAL

Categoria:Artigos

Como Fazer Auto Exame (Câncer Bucal)

No Brasil, o câncer registra  cerca de 15 mil novos casos por ano, matando mais de 4 mil brasileiros anualmente. O diagnóstico precoce pode ajudar a salvar várias dessas vidas, por essa razão acho tão importante a gente falar do  auto exame bucal que é um exame extremamente simples de ser realizado! E deve ser feito por qualquer pessoa, mas principalmente pessoas acima de 40 anos e que fazem uso do cigarro e bebidas alcoólicas.

Passos do auto-exame:

1- Lavar bem as mãos;

2- Fazer uma boa higiene bucal;

3- Retirar próteses e dentaduras caso faça uso;

4- Ter a sua frente um bom espelho com boa iluminação;

Agora nós vamos observar e palpar

1- Com a ponta do dedo indicador afaste as bochechas dos dois lados e observe se nota alguma alteração visível;

2- Puxe os lábios inferiores para baixo expondo a mucosa e em seguida apalpe todo o lábio. Repita a operação no lábio superior. Verifique se há pontos mais avermelhados ou mais esbranquiçados;

3- Com a ponta do dedo indicador percorra toda a gengiva, superior e inferior;

4- Ponha a língua pra fora e observe bem a parte de cima. Repita a operação com a língua levantada até o céu da boca. Puxe a língua para o lado esquerdo e observe bem esse lado. Repita o procedimento com o lado direito. Observe se a língua está avermelhada ou esbranquiçada em algum ponto ou machucada. Sinta se algum ponto dói quando passa o dedo;

5- Introduza o indicador por debaixo da língua. Palpe todo o assoalho da boca;

6- Incline a cabeça para trás e, abrindo a boca o máximo possível, observe bem o céu da boca. Palpe essa região com o indicador e observe bem o fundo da garganta;

7- Observe a pele do rosto e do pescoço. Veja se há algum sinal antes não percebido. Com a ponta dos dedos faça uma palpação e veja se sente algum nódulo. Observe também se os dois lados estão simétricos (iguais).

O que procurar:

1-Mudanças de coloração e na aparência dos lábios e porção interna da boca, endurecimentos, caroços, feridas, sangramentos, inchaços e áreas dormentes;

2-Áreas irritadas debaixo de próteses;

3-Feridas que não cicatrizam em duas semanas;

4-Dentes quebrados ou amolecidos.

Recomendações:

1- Faça o auto-exame da boca mensalmente;

2- Se notar alguma anormalidade, procure um dentista;

3- Ao observar alterações na fala ou na deglutição por mais de 15 dias procure um profissional. É bom ressaltar que nem toda alteração encontrada na boca está relacionada ao câncer bucal. Mas é importante lembrar que o nosso corpo “ fala “, ou seja ele nos diz que existe alguma coisa errada, por isso nós devemos procurar um profissional da área de saúde o mais rápido possível frente qualquer alteração.

 

FONTE: Dr Alexandre Balbi – CROSP 47928

Conheça o IOM – Instituto Odontológico Mogiano

Nosso Facebook

Clique aqui para falar conosco pelo WhatsApp

IOM Instituto Odontológico Mogiano


  • 0
Próteses e reabilitação oral

Cuidados na reabilitação oral com próteses

Categoria:Artigos

Conheça os cuidados na reabilitação oral com próteses

O uso de próteses inadequadas pode acabar provocando impactos negativos na vida do paciente, tanto na saúde como esteticamente. Nesses casos, é necessária a reabilitação oral com próteses, que consiste basicamente em recuperar a saúde bucal do paciente levando em conta: mastigação, estética e saúde. Para isso, deve-se tratar possíveis infecções e evitar problemas na mandíbula e maxilar.

A reabilitação estética e funcional normalmente exige conceitos multidisciplinares na hora de implantar as próteses fixas. São necessários conceitos e técnicas de prótese dentária, periodontia (gengiva), endodontia (canal), dentística (restaurações), implantodontia (implantes), e estética.

Em alguns casos também é possível fazer a restauração de dentes naturais em bom estado. A Implantodontia aliada ao uso da osseointegração tem se mostrado eficaz, com resultados satisfatórios.

Depois de realizar um raio-X panorâmico, pode-se observar que alguns pacientes não apresentam o volume ósseo necessário para que se possa colocar implantes. Nesses casos, a crista óssea residual é preenchida e aumentada com enxertos ósseos.

As falhas ósseas da arcada antesuperior podem ser reconstruídas com osso autógeno monocortical em blocos. Já no caso da arcada posterossuperior, o aumento da altura vertical foi feita com a elevação do assoalho do seio maxilar.

Quando a reabilitação é feita em um paciente edêntulo, a oclusão do mesmo deve ser estudada com detalhes, para que assim se alcance uma compreensão dos fatores biológicos que a afetam.

Algumas vezes, a linha oclusal de alguma região dentária é mais alta que a linha dos dentes. Isso é uma característica comum em pacientes que usam prótese móvel parcial. O problema é que a linha natural dos dentes é alterada, o que leva a curvatura do lábio.

Em alguns casos, a reabilitação bucal também é necessária. A orientação do plano bucal também precisa ser restabelecida. A obtenção de uma oclusão bem feita e protegida envolve a implementação de uma dimensão vertical de oclusão fisiológica.

Feito isso, as forças oclusais são transmitidas no sentido do longo eixo dos posteriores, com contato dentário adequado. Basicamente, os dentes posteriores preservam os anteriores por meio da oclusão cêntrica, e os dentes anteriores preservam os posteriores das forças horizontais.

Podemos dizer, portanto, que a reabilitação bucal feita por próteses fixas tem que levar em conta conhecimentos multidisciplinares e ser realizado com muitos fundamentos para se chegar à um resultado satisfatório.

O efeito conquistado deve envolver um conjunto de resultados estéticos, funcionais e saudáveis.

 

FONTE: biomacmed.com.br

Nossas redes sociais:

fb.com/iomodontologia

(11) 98445.0119

IOM Instituto Odontológico Mogiano


O que você procura ?